Colocar diu: quais cuidados deve ter?

O chamado dispositivo intrauterino possui uma série de mecanismos que agem impedindo a fecundação e implantação do ovo e, consequentemente, a gestação. O DIU é inserido pelo ginecologista no canal vaginal e pode ser retirado de acordo com o desejo da mulher de voltar a poder engravidar, também com auxílio do médico.

Quer saber mais sobre esse método contraceptivo? Confira neste post os principais cuidados para colocar DIU!

Como faço para colocar DIU?

A colocação do DIU deve ser feita exclusivamente por um médico; é um procedimento extremamente simples e que pode ser realizado no próprio consultório médico. Não há necessidade de realizar o procedimento com anestesia, embora isso seja possível para mulheres menos tolerantes ao incômodo que o processo pode causar. Nesses casos, haverá demanda de um ambiente hospitalar.

Com duração de aproximadamente 10 a 30 minutos, a colocação do DIU deve ser precedida de uma ultrassonografia transvaginal. Esse exame envolve a introdução de um instrumento denominado transdutor vaginal, usado para avaliar o útero como um todo, o que inclui não só suas medidas, como também a presença de miomas ou outras alterações no órgão. Na maioria dos casos, não há nenhum problema anatômico que impeça a acomodação do DIU; o procedimento de verificação é padrão.

Com o auxílio de um espéculo para abertura da vagina, o DIU é introduzido por meio de um instrumento aplicador, que costuma ser fornecido com o DIU propriamente dito (por isso, a embalagem é muito maior do que o dispositivo). Após a colocação na região interna do útero, é cortado o fio que liga o dispositivo ao aplicador e já está feito o procedimento.

Os níveis de incômodo podem variar entre as pacientes, mas, geralmente, a dor é relatada como semelhante a uma cólica menstrual forte. Entretanto, essa dor é suportável e tem pouco tempo de duração. Após a realização do processo, a mulher pode retomar as atividades normalmente, no mesmo dia.

Qual o período mais indicado para colocação do DIU?

O período mais indicado para a colocação do dispositivo intrauterino é durante a menstruação, uma vez que haverá uma maior dilatação do colo uterino. Além disso, nesse momento, a chance de gravidez é mais próxima de zero. Alguns ginecologistas exigem um exame de gravidez de laboratório. A gravidez impede a colocação do dispositivo.

Quando se deve tirar o dispositivo?

O momento de retirada do DIU fica a critério do médico responsável pelo caso, de acordo com a análise dos exames periódicos de verificação do estado do dispositivo. Além disso, no caso de a mulher desejar engravidar, é sempre possível solicitar a retirada do DIU.

Quais os principais cuidados que se deve ter antes de colocar o DIU?

Um dos principais cuidados que se deve ter antes da colocação do DIU é a verificação da presença de doenças sexualmente transmissíveis no organismo. Além disso, para pacientes imunodeprimidos, a possibilidade de o procedimento causar uma infecção é maior e, portanto, os riscos devem ser medidos pelo profissional responsável pelo caso.

Existem também vários tipos de DIU, sendo os principais tipos o de cobre e o Mirena. O DIU Mirena libera gradativamente prostágenos, que têm a função de promover uma ação hormonal de atrofia do endométrio, que é a camada que reveste o útero internamente e que descama durante a menstruação. Essa atrofia justifica o fato de que muitas mulheres têm uma diminuição considerável do fluxo menstrual ou mesmo param de menstruar após a instalação do DIU Mirena.

A escolha do tipo de dispositivo deve ficar a critério do médico responsável e ser aprovado pela paciente, de acordo com os exames feitos previamente. Além disso, a principal contraindicação da instalação do dispositivo é a gravidez, uma vez que a realização do procedimento pode causar o aborto do embrião.

E depois?

Embora sejam casos raros, é possível que o DIU saia do lugar ao longo do período em que está implantado na mulher. Em função disso, é extremamente importante que a mulher faça exames de ultrassom periódicos para verificar se o posicionamento do dispositivo permanece de maneira correta.

Resolvemos suas dúvidas sobre colocar DIU? Confira também nosso artigo sobre os tipos de DIU!

Comentários

Posted by Dra. Cristina Carneiro