Conheça os melhores alimentos para mulher grávida

gravidez demanda uma série de cuidados para se desenvolver da forma saudável. Um desses cuidados é a alimentação, essencial para a manutenção da saúde da mãe, assim como para o desenvolvimento da criança. A negligência com uma alimentação nutritiva pode significar graves riscos para essa gestação.

Pensando nisso, selecionamos a seguir alguns dos melhores alimentos para mulher grávida que não podem faltar na dieta. Confira!

Leite e derivados

O leite e seus derivados têm um dos nutrientes mais importantes para o corpo humano, o cálcio. É essencial para a formação de dentes e ossos, além de ser fundamental para a condução dos impulsos nervosos. Assim, é de extrema importância o consumo desses alimentos para mulher grávida.

Além disso, alimentos como o iogurte são considerados fontes extremamente ricas de proteínas, que têm os elementos fundamentais para a síntese de todas as substâncias do organismo. Outra propriedade interessante do iogurte é o fortalecimento da flora intestinal, garantindo assim o bem-estar da futura mamãe durante a gestação.

Folhas verde-escuras

Os vegetais folhosos de coloração mais escura são extremamente ricos em vitaminas do complexo B e cálcio, além de muitos outros nutrientes. Alguns desses vegetais também são ricos em vitamina C, como a couve manteiga.

Uma das principais vantagens dessa classe de vegetais é a grande presença do ácido fólico, ou vitamina B9. Essa vitamina tem propriedades relacionadas à manutenção da saúde do cérebro, prevenção de anemia e fortalecimento do sistema imunológico. Além disso, essa vitamina participa de forma fundamental no desenvolvimento do sistema nervoso do bebê, o que torna sua ingestão obrigatória durante a gravidez.

Grãos

Grãos como feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico são importantes fontes proteicas. Dessa forma, a presença desse tipo de alimento na dieta tem grande importância para o bom desenvolvimento da criança e manutenção da saúde da mulher.

Além de ter grande importância no que diz respeito ao aporte de proteínas para o corpo, podemos dizer que o feijão é também uma grande fonte de ferro, cálcio, magnésio e zinco.

Pães e massas integrais

Pães e massas são fontes de carboidratos, a principal fonte de energia da alimentação humana. A grande demanda de energia de um período gestacional é um ótimo motivo para aumentar um pouco a ingestão desse tipo de alimento. Porém, sempre que possível, é melhor dar preferência para as versões integrais desses alimentos.

Os alimentos integrais têm grande presença de fibras, que são de extrema importância para o bom funcionamento intestinal, uma vez que a prisão de ventre pode ser um sintoma comum em muitas mulheres grávidas.

Além disso, as massas de pão contêm nutrientes como cálcio, ferro, zinco, magnésio e vitaminas do complexo B, que estão presentes em quantidades mais significativas nas massas integrais.

Frutas

A presença de frutas na dieta de uma grávida também é algo extremamente indicado. Além do aumento na quantidade ingerida de fibras, as frutas são fontes naturais das mais variadas vitaminas e minerais, sendo opções saudáveis e saborosas para a alimentação da futura mãe.

As frutas também são excelentes fontes de carboidratos, que são essenciais para a demanda energética do corpo humano. Essa demanda energética aumenta e deve ser obrigatoriamente suprida em períodos gestacionais para o bom desenvolvimento da criança.

Castanha-do-pará

A castanha-do-pará é um alimento extremamente nutritivo, principalmente por conter uma quantidade razoável de ômega 3, que é essencial para o desenvolvimento do cérebro do bebê. Outros alimentos com propriedades semelhantes são as castanhas de caju, nozes e amêndoas.

A boa alimentação da mãe é extremamente importante para o bom desenvolvimento de uma gravidez. Prestar atenção na dieta e escolher corretamente os alimentos para mulher grávida está entre as formas de prevenir complicações nesse período, mas é fundamental que seja feito um acompanhamento com um profissional qualificado, de modo a garantir que todas as demandas nutricionais do organismo sejam supridas.

Se você gostou das dicas, aproveite e confira mais um de nossos posts: Grávidas podem ou não podem?

Comentários

Posted by Dra. Cristina Carneiro