endometriose

Endometriose profunda: entenda o que é e quais os sintomas

Há mulheres que sofrem constantemente com o medo de uma doença bastante dolorosa: a endometriose. Uma das principais consequências desse quadro é a infertilidade no sexo feminino. Estima-se que cerca de 7 a 10 milhões de mulheres sofrem com essa doença no Brasil. Um nível mais grave e avançado da mesma, a chamada “profunda”, pode gerar muito mais perigo à saúde feminina e necessita de tratamento imediato.

O que é endometriose?

É caracterizada como uma síndrome que gera bastante incômodo e desconforto para mulheres em idade fértil. Trata-se do crescimento do endométrio (tecido que reveste o útero) em outros locais do abdômen, como intestino, ovários, bexiga, trompas, dentre outros. Isso acaba causando cólica menstrual intensa, dor nas relações sexuais, sangramento urinário e a consequência mais temida, que é a infertilidade.

No caso da profunda, que é o estágio mais agressivo da doença, o tecido endometrial cresce em grande quantidade para outros locais do abdômen, sendo também bem mais espesso que o tecido da comum. Nesse caso, o tecido, também conhecido como uma lesão, tem mais de 5 mm de profundidade, surgindo em forma de nódulos ricos em fibrose, que se assemelha a uma cicatriz.

Sintomas

Por conta disso, as dores pélvicas gerais causadas pela doença são ainda piores, principalmente durante a menstruação, podendo acarretar mais outros sintomas, como prisão de ventre, diarreia, problemas intestinais, dentre outros.

Dentre os principais sintomas, estão:

  • dor pélvica,
  • cólicas menstruais,
  • dor na relação sexual,
  • sangramento urinário,
  • diarreia durante o período menstrual,
  • ciclos irregulares de menstruação.

Outro sintoma que pode indicar a doença ao ser detectado por um ginecologista em um exame de laparoscopia ou ultrassonografia transvaginal é o desenvolvimento de um cisto ovariano preenchido com sangue envelhecido e tecido endometrial. Também chamado de endometrioma, esse cisto se desenvolve quando a doença atinge os ovários da mulher.

Tratamento

Apesar de ainda não haver cura para essa doença, o tratamento é feito pelo profissional ginecologista, com base em analgésicos e anti-inflamatórios, para aliviar as dores, principalmente no período da menstruação, para as mulheres mais jovens, mas depende do estágio da doença. No caso de mulheres com idade mais adulta e próxima da menopausa, muitas vezes são recomendados remédios para antecipar a menopausa.

No caso de lesões maiores da forma profunda da doença, pode ser recomendado um procedimento cirúrgico para a remoção dessas lesões. É importante ressaltar que, para as mulheres que desejam engravidar, o tratamento deve ser adequado para isso.

Apesar de algumas mulheres apresentarem dificuldades em engravidar por conta de endometriose, há possibilidades de que as mesmas consigam naturalmente, mesmo com diagnóstico da forma profunda da doença.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ginecologista em São Paulo.

Comentários

Posted by Dra. Cristina Carneiro