O que você precisa saber antes de fazer um teste de gravidez

Para as mulheres que estão em idade fértil e sexualmente ativas, um dia de atraso na menstruação gera a suspeita de uma possível gravidez. Planejada ou não, isso não importa — o que a mulher realmente quer nesse momento é tirar essa dúvida.

No entanto, antes de fazer o teste de gravidez, é preciso entender como ele funciona! Afinal, pior do que ficar na dúvida é receber um diagnóstico falso, não é mesmo? Pensando nisso, no post de hoje, vamos falar sobre esse teste para que você possa tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Continue a leitura e fique de olho!

Os tipos de teste de gravidez

Atualmente, você tem duas opções de teste de gravidez a sua disposição: o teste de farmácia e o exame de sangue. Vamos entender melhor cada um deles?

Teste de gravidez de farmácia

É aquele clássico feito com sua urina. No passado, o teste de gravidez de farmácia já teve sua eficácia desacreditada. No entanto, atualmente, sabemos que um teste de marca confiável e utilizado da forma correta pode oferecer 99% de chance de acertos.

O teste de farmácia é composto por anticorpos que reagem com o hormônio hCG, que é produzido durante a gravidez. Ele provoca uma reação química que faz surgir a linha de resultado positivo.

Exame de sangue

O exame de sangue, ou Beta hCG, é solicitado pelo ginecologista. Esse teste oferece um diagnóstico válido e documentado sobre a gestação, possibilitando iniciar o pré-natal caso acuse positivo.

Assim como o teste de farmácia, esse exame analisa o nível do hormônio hCG presente no seu sangue. Esse não é um teste caseiro, mas realizado em laboratório. Portanto, você vai precisar da solicitação de um médico para realizá-lo.

A eficácia dos testes de gravidez

Tanto o teste de farmácia como o exame de sangue são métodos eficazes para diagnosticar uma possível gravidez. No entanto, o exame de sangue é mais preciso, pois é feito de forma profissional e analisa a amostra com mais eficácia.

Para que o teste de farmácia não acuse um resultado falso, é indicado que você espere o atraso da menstruação. Assim, em caso de gravidez, seu nível de hCG estará alto e será mais precisamente identificado pelo teste. Isso também acontece quando você segue a instrução de utilizar a primeira urina do dia, pois ela é mais concentrada.

Embora ambos os testes sejam eficientes, ainda é possível que eles acusem um resultado falso positivo caso seu organismo esteja em uma condição rara de produzir o hCG mesmo sem gravidez.

Isso pode ser provocado por alguns tipos de câncer, pelo uso de medicamentos que estimulam a ovulação, se você tiver sofrido um aborto recente ou se estiver fazendo algum tratamento para engravidar.

Mais comum nos testes de farmácia, o falso negativo pode acontecer se você fizer o teste de forma errada ou, então, se o produto estiver vencido ou com defeito.

O atraso menstrual e o teste de gravidez

Para fazer o teste de gravidez, geralmente espera-se que a menstruação esteja atrasada. No entanto, seu corpo começa a produzir o hCG muito antes desse período.

Porém, para a maioria das mulheres, os níveis desse hormônio aumentam consideravelmente quando há o atraso. É aí que ele se torna alto o suficiente para ser detectado. Então, para evitar resultados falsos, recomenda-se fazer o teste depois do atraso. No caso do teste de farmácia, o ideal é que você aguarde uma semana.

O teste de gravidez de farmácia é muito popular, afinal, pode ajudar a minimizar a dúvida. No entanto, o ginecologista sempre solicitará o Beta hCG para ter um diagnóstico formal e documentado.

O desejo de fazer o teste de gravidez o quanto antes pode ser incontrolável. Mas, para saber se você realmente está grávida ou não, o ideal é tentar segurar um pouquinho a ansiedade para ter um resultado preciso, seja no teste de farmácia ou no Beta hCG.

Gostou do post de hoje? Quer continuar a aprender sobre saúde feminina e outros temas interessantes? Basta curtir nossa página no Facebook e acompanhar nossas postagens!

Comentários

Posted by Dra. Cristina Carneiro