Quais são os cuidados no pós-parto que você precisa ter?

Desde que decidiu ter um bebê, sua vida se transformou. Você fez planos, realizou os mais variados tipos de exames, organizou a rotina, arrumou quarto, a casa, as roupas etc.

Com tudo pronto, o grande dia chegou! Seu filho nasceu e, agora, você começa a colocar em prática tudo o que havia planejado. Os cuidados no pós-parto não podem ficar de fora dessa lista de ações!

Com tantas coisas para fazer ao mesmo tempo, muitas mulheres esquecem que precisam tirar um tempinho para cuidarem de si e, assim, se recuperar da melhor maneira possível. Portanto, no post de hoje, apresentamos os cuidados no pós-parto que você precisa ter. Continue a leitura e se prepare!

A volta para casa

Seu bebê nasceu e está ótimo! Você passou por uma série de exames laboratoriais e físicos e, agora, também já está apta a ir para casa. Com a permissão concedida, lembre-se de que os cuidados no pós-parto continuam!

As cólicas

Mesmo que você esteja bem, é normal sentir um pouco de dor. Após o nascimento, a placenta é expelida e, com isso, o útero volta aos poucos ao tamanho original. Para isso, ele se contrai para estancar os vasos sanguíneos na parede uterina. Com a saída da placenta, o local fica parecido com uma ferida aberta em processo de cicatrização.

Portanto, nos primeiros dias e durante as primeiras mamadas, você sentirá cólicas, já que o estímulo provoca contrações uterinas. Caso as dores sejam insuportáveis, seu médico poderá receitar analgésicos. Aproveite os momentos de sono do bebê e descanse, pois o repouso acelera o processo de cura.

Os corrimentos e a perda de sangue

O local onde estava a placenta poderá levar até 10 dias para cicatrizar. Nesse período, é normal ter um corrimento avermelhado, conhecido como lóquio. No início, 1 ou 2 dias após o parto, sua cor é de um vermelho vivo, similar ao fluxo menstrual.

Dias depois, a quantidade diminui e a coloração torna-se marrom escura, passando para um tom rosado até chegar ao corrimento branco, sinal de que o local está cicatrizado. Para evitar qualquer tipo de infecção até o lóquio acabar, você deve manter a área perineal (ente vagina e ânus) extremamente limpa e evitar as relações íntimas.

O cuidado com as mamas

Os cuidados com as mamas são essenciais durante o pós-parto. Para que você não sofra com o bico rachado, mantenha-o hidratado com o próprio leite ou cremes específicos.

Caso tenha mastite, quando houver muita produção leite, faça compressas de água fria e tire o excesso para que não “empedre”.

A descida do leite

O primeiro alimento do bebê será o colostro. Geralmente, é no 3º dia que o peito vai aumentando e a produção do leite começa a todo o vapor, principalmente com o estímulo produzido enquanto o bebê mama. Nessa fase, esteja atenta à amamentação e se certifique de que a criança esteja sugando bem.

Os cuidados com pontos e infecções

Tanto para quem fez parto normal quanto para quem optou pela cesárea, os cuidados são os mesmos. Os cortes devem ser limpos com água morna e sabonete neutro e, após a limpeza, o local deve ficar bem seco.

Se tiver dores constantes, sinais de vermelhidão, febre, inchaço ou secreções, consulte um médico imediatamente. Para evitar qualquer imprevisto relacionado a quadros infecciosos, procure se resguardar por um tempo. Relações sexuais antes dos 30 dias podem gerar infecções, já que o processo de cicatrização ainda não está completo.

A higiene íntima

Como o organismo está mais sensível, as alterações do corpo pedem mais cuidados no pós-parto. Para evitar qualquer infecção, esteja atenta à limpeza da área íntima. Para quem fez parto normal, troque o absorvente com mais frequência e lave o local sempre que usar o banheiro. Sem esfregar, seque-o bem com uma toalha macia.

Ter um bebê é um processo completamente normal, mas que requer alguns cuidados no pós-parto, assim como toda a cirurgia e seu pós-operatório. Siga criteriosamente as recomendações do seu médico, dedique um tempo para cuidar de você e lembre-se de ir em todos os retornos.

E então, pronta para os cuidados no pós-parto? Tem outras dicas ou dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário e entre para a conversa!

Comentários

Posted by Dra. Cristina Carneiro