ligadura das trompas

Ligadura das trompas tem reversão?

Ligadura das trompas tem reversão?

Muitas mulheres com parceiro fixo e que não desejam engravidar, quer já tenham tido filhos ou não, podem lançar mão de uma série de procedimentos para evitar uma gravidez indesejada. No Brasil, um desses procedimentos mais comuns é a laqueadura. Mas, será que é possível realizar a reversão da ligadura das trompas?

Essa é uma preocupação de diversas mulheres, uma vez que, com a inserção no mercado de trabalho, somado ao maior número de divórcios nas últimas décadas, muitas que já realizaram o procedimento estão mudando de opinião sobre ter filhos, e aí vem a pergunta do título deste artigo.

Mas, antes de ela ser respondida, é necessário compreender no que a laqueadura de fato consiste.

Como é realizada a laqueadura das trompas?

Para que ocorra a fertilização, é necessário que o óvulo da mulher se encontre com o espermatozoide masculino e, depois de fertilizado, adentre a cavidade uterina, onde o embrião se desenvolverá.

Nesse encontro, o óvulo deve passar pelas tubas uterinas. A laqueadura se concentra justamente nesse ponto, já que consiste na interrupção ou retirada das tubas, para que o óvulo não tenha como chegar ao encontro do espermatozoide.

Reversão da ligadura das trompas

A boa notícia para as mulheres que desejam engravidar é que a laqueadura pode, sim, ser revertida. A má notícia é que o sucesso dessa reversão não é garantido, pois depende de uma série de fatores.

Em primeiro lugar, a reversão só pode ser realizada quando a parte final da tuba uterina não tiver sido retirada e quando ela está em bom estado, isto é, não esteja dilatada, uma vez que isso compromete o fluxo de sangue na região.

Além disso, é necessário considerar se a tuba foi ou não retirada por inteiro. Quando foi feita apenas a retirada parcial, as chances de sucesso são grandes.

A forma com que o procedimento é realizado também interfere no resultado final. As tubas são estruturas finas e extremamente delicadas, o que significa que a abordagem para a reversão da laqueadura deve ser, também, delicada. Assim, a cirurgia geralmente é feita por meio de cirurgia robótica, que, além de ser menos invasiva, permite maior precisão nos movimentos.

Após a remoção da cicatriz, a junção e a sutura das trombas, é realizado um teste para verificar se o procedimento foi bem-sucedido. No entanto, vale ressaltar que as chances de engravidar mesmo diante de um procedimento bem-sucedido dependem da idade, da reserva de óvulos da mulher e da quantidade de sêmen do parceiro.

Por fim, é preciso destacar que, caso o procedimento de reversão da ligadura das trompas não dê resultado, é possível recorrer à fertilização in vitro.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ginecologista em São Paulo.

Posted by Dra. Cristina Carneiro in Todos